top of page

bota cor, brota

é fruta cor ou furta-cor?

é furta, mas fruta também é cor.


laranja, por exemplo. só que laranja nem sempre é laranja,

pode ser salmão ou tipo um pêssego. às vezes a gente acha que é

tipo um pêssego, mas aí sim é laranja - e se espremer o olho, no fim é salmão.


limão sozinho é só fruta mesmo, mas é só colocar um verde que muda tudo.

verde-limão e o limão vira cor, o verde vira neon.

o verde ainda pode ser pistache, hortelã, menta, esmeralda, bandeira,

militar, musgo, quase marrom.


quase marrom?


por outro lado, quase marrom também é o castanho, cáqui, caramelo,

fendi, ocre, terracota, tijolo, cor de burro quando foge,

café, chocolate, capuccino.


cor de beber.


nessa linha líquida tem o vinho que, dependendo da moda,

é beterraba, ameixa, grená, burgundy.

vinho é chique.

e se o vinho não for tinto, é vinho branco.


já o branco, se não for branco, é off-white, pérola, branco sujo, gelo.

água não tem cor, mas é transparente.

transparente também não é cor, mas a gente fala como se fosse.


tipo ouro, prata, bronze,

que ainda atendem por dourado, prateado, bronzeado.

ou variam as ligas e viram bronze dourado,

ouro amarelo, ouro branco, ouro rosa.


outro rosa é o rosa bebê. ou rosa chiclete ou rosa shock.

magenta e fúcsia são outros tons de rosa.


rosa de calor, vermelho de vergonha, roxo de raiva,

e com fome a gente fica azul.

azul quase sempre é azul mesmo, mas com sobrenome.

azul turquesa, azul piscina, azul esverdeado, azul claro, azul cobalto, azul marinho.

de vez em quando azul é um lilasinho. não lilás, li-la-si-nho.


diminutivo também é cor.


porque lilás é outra coisa, é o roxo desbotado.

e o bege, quando desbota, vira nude, cru, areia ou begezinho.


e tudo isso junto é preto. que é sempre preto sem conversa.


seja como for,

bota cor

para não desbotar a vida.

é só

aquar ela

que

brota sua viva cor.


senão amarela.






photo by theme photos on unsplash

Comments


bottom of page