top of page

barulhinho bom

você conhece o farfalhar?

com certeza sim - se disser que não, vou gentilmente discordar e afirmar que conhece sim,

só não se deu conta disso.


far.fa.lhar: sucessão de sons indistintos, como o do vento nas ramagens, o da agitação de papeis, sedas etc.

é o que me diz o dicionário.


sempre gosto de palavras específicas assim, que não precisariam existir. aqui, por exemplo, poderíamos

usar barulhinho ou sonzinho. no diminutivo, claro, porque tem mais a leveza desse movimento.

mas não: alguém achou necessário determinar um verbo para esses sons indistintos.


(indistinto, aliás, é: sem definição; pouco claro ou evidente; incerto, indefinido, vago.

um termo tão preciso descrito como vago…)


ao que parece, pode envolver situações sortidas (e seda lá faz barulho?), mas eu só vejo o farfalhar

associado às folhas mesmo. bem… isso quando eu vejo, né? não me lembro qual foi a última vez (quiçá a primeira) que precisei recorrer a ela.


o curioso é que essa palavra apareceu nos últimos três livros que li. em todos ela acompanhava árvores, naturalmente. e aí fiquei pensando que é farfalhar demais para tão pouco tempo. é uma tendência ou

o farfalhar sempre esteve aí e eu que não reparava?


pois é: pura desatenção minha. afinal, vento e folhas estão por todo canto. o farfalhar sempre esteve

ao nosso redor, só não damos a devida atenção. no meio do escarcéu das nossas vidas, os sons indistintos

das folhas são abafados pela algazarra de outros ruídos nem tão distintos assim.


o fato é que se repararmos mais nas árvores, notamos o farfalhar.

quase um sussurro, mas ainda um farfalho.

ninguém chega a dizer "que belo farfalhar" (talvez agora falem, sim),

mas é possível perceber que tem algo farfalhando ali.


viu como você conhece, só não tinha se dado conta?


e se alguém notou a beleza desse sutil embalo das folhas a ponto de criar um nome específico,

deveríamos dar mais atenção porque algo especial tem. e o que mais pode estar farfalhando

por aí e a gente nem repara?


vamos abraçar as árvores e de tudo mais o que for de farfalhar.




Comments


bottom of page